sábado, 11 de abril de 2015

O significado por trás de convocar um Jubileu Extraordinário

Papa Francisco dá os seus sinais, mas é preciso prestar atenção para percebê-los. Foto: Ansa

A convocação oficial de um Jubileu pelo Papa Francisco em caráter extraordinário - ou seja, fora do ano que deveria ocorrer - pode parecer a primeira vista apenas mais um evento católico romano tradicional do Vaticano. O último ocorreu nos anos 2000.

Os jubileus costumam ser comemorados a cada 25 anos desde o ano de 1300. Foi nesta data que ocorreu o primeiro, quando o Papa Bonifácio VIII convocou cristãos para visitarem em massa os túmulos de São Pedro e São Paulo.

O tema do último jubileu, lançado oficialmente neste sábado (11), chama-se "misericórdia do Senhor". Parece uma reflexão mais espiritual do que prática, comum na Igreja. Mas quando se tenta enxergar por trás da ações, é possível entender o que teólogo Paulo Suess disse para mim na entrevista publicada no Paulistana na última semana.

O sacerdote, ao explicar o porquê de não acreditar que Francisco é populista (entenda como alguém que joga com todos os lados e fala o que todos querem ouvir, para se manter no poder), disse-me que o pontífice latino-americano não apenas fala, mas faz o que diz, o que não é o caso de um populista.

"Ele dá sinais que às vezes são mais fortes que os próprios atos", disse Suess.

O Jubilei Extraordinário da Misericórdia foi criado no ano em que se comemora os 50 anos do encerramento do Concílio Ecumênico Vaticano II.

A reunião mundial de bispos e outros religiosos, que ocorreu entre 1962 e 1965, procurou dar novos ares à Igreja Católica Romana e atualizá-la ao mundo. Antes deles, padres celebravam as missas em latim e de costas para os fiéis, por exemplo.

A principal mudança foi que o concílio colocou a Igreja ao lado dos pobres, como Cristo esteve em sua caminhada.

Houve oposição na época para a publicação dos documentos e conclusões do concílio e ainda há hoje para eles serem seguidos.

Padres adorariam talvez rezar missas em latim e conheço um sacerdote que utilizou a necessidade de uma reforma na paróquia para mudar de lugar a estátua da santa padroeira e colocá-la atrás do altar, centralização pré-conciliar no ambiente eclesial.

A bula de convocação do Jubileu, "Misericordiæ Vultus (Rosto de Misericórdia)", faz referência à expressão "Remédio da Misericórdia" utilizada por São João XXIII, o papa que teve a coragem de convocar o concílio.

O Vaticano II é citado na bula como algo que derrubou as muralhas da Igreja, “que por muito tempo, mantiveram a Igreja fechada em uma cidadela privilegiada”.

Este não é o primeiro dos sinais de Francisco. Um ano após sua eleição, por exemplo, ele tornou cardeal um bispo sem idade para poder votar em um próximo conclave, Loris Francesco Capovilla.

Arcebispo emérito de Loreto, Capovilla, na época com 99 anos de idade, foi amigo e conselheiro de São João XXIII durante o Vaticano II. "Você tem a voz jovem", brincou Francisco por telefone com o novo cardeal, que ele sabe que não poderá votar no próximo conclave e, provavelmente, nem estará vivo.

Em abril de 2014, Francisco expôs na Praça de São Pedro quadros de João XXIII e João Paulo II. Os dois pontífices foram canonizados na mesma cerimônia, com suas imagens de cada lado.

São João Paulo II foi responsável por combater o avanço do ideário comunista e ateu na Europa, a extrema-esquerda, mas também foi quem desarticulou bispos e padres na América Latina que apenas queriam uma Igreja próxima aos pobres.

É a mistura de duas figuras diferentes que deu uma significação de conciliação entre lados conflituosos por trás do ato de Francisco.

A chamada "porta santa" da Basílica Vaticana deve ser aberta no dia 8 de dezembro para inaugurar o Jubileu da Misericórdia. O Papa convida todas as paróquias do mundo a, por meio de uma porta, simbolizarem o mesmo ato.

E para quem também ainda não percebeu, Francisco convida todos a perceberem que a Igreja precisa, sim, avançar.

Comente com o Facebook:

 
© 2009 Opção Preferencial. All Rights Reserved | Powered by Blogger
Design by psdvibe | Bloggerized By LawnyDesignz Distribuído por Templates