domingo, 5 de abril de 2015

O filho do governador, o menino pobre e os cristãos


Muito se falou na última semana na morte trágica de duas pessoas, que causou dor às suas famílias.

Não cabe aqui se aprofundar nos detalhes do que já foi noticiado com exaustão ao longo da semana; faz-se a citação: o filho do governador do Estado, Thomaz Rodrigues Alckmin, morreu na queda de um helicóptero em Carapicuíba na quinta-feira (2).

Isso aconteceu no mesmo dia em que o menino Eduardo de Jesus, de 10 anos, levou um tiro de fuzil no rosto de um PM na comunidade (não tão) pacificada Complexo do Alemão.

Cada caso carrega uma importância particular. No primeiro, foi o filho de um expoente do maior partido de oposição do país, e governador pela terceira vez do Estado, que faleceu.

No segundo, uma criança é morta por um policial em meio ao debate sobre a redução da maioridade penal, que pode colocar crianças pobres mais cedo na cadeia, como as que nascem, crescem e se formam em um local como o Complexo do Alemão.

Parte da imprensa noticiou a morte da criança como um acidente ou uma bala perdida. Pergunta-se aqui como um policial dá um tiro de fuzil no rosto de uma criança de forma acidental. Os policiais envolvidos na ação perto da morte serão investigados pela própria polícia, já que é deste modo que funciona o sistema da PM.

Segundo foi noticiado, a mãe também teria sido ameaçada pela polícia. Quando encontrou o filho e a maior parte de seu sangue espalhado à sua volta, teve o mesmo fuzil que matou Eduardo apontado para a sua cabeça.

O olhar dos cristãos

Os dois casos combinados, entretanto, ainda criaram uma nova questão: o quanto é dado de importância para cada uma das mortes?

Cristo nos ensina que somos todos filhos de Deus e amados por ele e, por isso, talvez a questão não seja compararmos as mortes, mas, sim, se todos dão importância para as duas vidas perdidas.

A candidata à presidência pelo PSOL no ano passado, Luciana Genro, foi quem mais se envolveu na polêmica em relação à empatia das pessoas referente aos dois casos. Perguntou ela em seu perfil no Twitter: "Tudo bem lamentar a morte do filho do Alckmin. Mas por que não lamentam também a morte do menino de 10 anos vitima de bala perdida?"

O questionamento dividiu opiniões. Críticos diziam que ela estava politizando a questão e não separando o caráter conservador, contrário aos pobres, de Alckmin, da morte do filho. Nas redes sociais, internautas reacionários também desejaram que a filha da Dilma estivesse no helicóptero de Thomaz.

Internautas que apoiaram Luciana disseram que concordam com a falta de empatia das pessoas com um menino pobre, que apenas deram importância apenas para a morte do filho do governador.

Cristo nos ensinou a olharmos para o próximo, principalmente para os mais vulneráveis e sofridos. Entretanto, muito tempo se passou entre a época dos ensinamentos de Jesus e a Igreja Católica, que se fundiu com Poder Romano e adquiriu vícios com o poder. Um deles pode ser o de seus pastores não seguirem o mesmo olhar ensinado por Jesus.

Dom Luiz Antônio Quedes, bispo de Campos Limpo, talvez precise refletir se não esqueceu o olhar ensinado por Cristo quando emite uma nota de pesar da diocese em relação à morte do filho do governador, mas não faz menção nenhuma à morte do menino do morro carioca.

Sim, hoje é dia de lembrar que Cristo ressuscitou dos mortos após sofrer em meio ao poder opressor.

Eduardo de Jesus, entretanto, que também não recebeu uma cobertura ao vivo da Rede Record em seu enterro como o filho do governador, não irá voltar ainda em nosso mundo.

E mais Eduardos de Jesus continuarão a morrer seja por meio da força policial, das leis, ou dos próprios cristãos, se estes comemorarem a ressurreição de Jesus, mas ainda continuarem lavando as mãos diante do sofrimento do próximo assim como Pôncio Pilatos fez dois mil anos atrás.

Que o Espírito Santo nos ajude a olharmos para todos à nossa volta.

Foto: Reprodução/Facebook

Comente com o Facebook:

 
© 2009 Opção Preferencial. All Rights Reserved | Powered by Blogger
Design by psdvibe | Bloggerized By LawnyDesignz Distribuído por Templates